Home » Noticias » Portugueses favoritos no Open da Madeira

Portugueses favoritos no Open da Madeira

Quarta-Feira, 07 de Maio de 2014
Portugueses favoritos no Open da Madeira
Nove portugueses disputam a partir de quinta-feira a 22.ª edição do Open da Madeira em golfe, que vai reunir no clube do Santo da Serra, em Machico, algumas dezenas de profissionais da modalidade. Ricardo Santos, vencedor do torneio em 2012, e José Filipe Lima, o outro português no escalão máximo do golfe europeu, são os profissionais lusos mais bem posicionados para a obtenção de um resultado de relevo, numa prova que distribui prémios monetários de 600 mil euros.

Santos é atualmente o português mais bem classificado na “Race do Dubai”, o “ranking” do European Tour (escalão máximo do golfe europeu), ocupando a 85.ª posição, enquanto Lima segue no 128.º lugar.

Mas a “armada lusa” tem outros trunfos, como o jovem Pedro Figueiredo, o campeão nacional de golfe que integra o circuito “Challenge Tour”, a segunda divisão da modalidade ao nível da Europa.

O algarvio Hugo Santos, irmão de Ricardo, o experiente Tiago Cruz, o madeirense Nuno Henriques e o jovem Gonçalo Pinto são outros dos portugueses que vão pisar os “greens” do Santo da Serra a partir de quinta-feira.

João Pedro Sousa, profissional do Santo da Serra, e o amador João Carlota completam a “armada lusa”, que elevará as expetativas para este 22.º torneio da temporada do escalão máximo do golfe na Europa.

Além dos portugueses, o Open da Madeira vai juntar alguns destacados profissionais estrangeiros e ex-vencedores do torneio, como o inglês James Morrison, os argentinos Daniel Vancsik e Estanislao GOYA, o escocês Alastair Forsyth, o norte-irlandês Bradley Dredge e o sueco Jarmo Sandelin.

Entre os antigos vencedores estará apenas ausente o campeão da temporada passada, o norte-americano Peter Uihlein.

O irlandês Peter Lawrie e o escocês Craig Lee são outras das estrelas da prova, que conta também com os ingleses Oliver Fisher e Richard Finch.

Ricardo Abreu, diretor do Clube de Golfe do Santo da Serra, anunciou alterações introduzidas no percurso, que tornará mais difícil e atrativo o torneio português.

“Subimos os `roughs´ e melhoramos a qualidade dos `greens´ para estarem mais rápidos. As zonas de `approach´ (entrada dos greens) foram reparadas e bem preparadas para estarem uniformes. As `landing areas´ nos `fairways´ tiveram cuidados especiais, bem como os `tees´ que estão fechados ao público há um mês para estarem ao melhor nível para a competição”, declarou o diretor da prova, citado pela sua assessoria de comunicação.

Quanto ao presidente do clube, António Henriques, manifestou-se convicto de que a prova será um êxito e permitirá levar as imagens da ilha da Madeira pelo Mundo fora.

fonte desporto.sapo

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *