Home » Noticias » Veleiro encalhado em Machico removido
mau-machico

Veleiro encalhado em Machico removido

Oct 15, 2015
392 Views

A embarcação de recreio que encalhou ao início desta tarde na baía de Machico, acabou de ser removido do local há instantes, com recurso a um camião-grua que foi deslocado para a Praia de São Roque.
Segundo o que o JM conseguiu apurar junto do comandante da Capitania do Porto do Funchal, a embarcação encontrava-se fundeada ao largo do litoral de Machico, mas com a forte agitação marítima que se fazia sentir, o iate terá se desancorado indo encalhar na Praia de São Roque, em Machico.
Ao longo de toda a tarde, a Capitania do Porto do Funchal esteve a diligenciar no sentido de tentar recuperar o barco do baixio e, devolver a navegabilidade ao veleiro, que na posição em que se encontrava ao inicio da tarde, corria mesmo o risco de afundar.
Félix Marques justificou a aparente “inércia” das autoridades marítimas uma vez que: «só o proprietário nos podia dar autorização para rebocar a embarcação, já que que esta é da sua responsabilidade». «Como a operação poderia implicar inclusive o rombo do casco do veleiro, não estando o veleiro a colocar em risco a vida de pessoas e bens e até, a própria navegação, só o dono nos poderia autorizar essa operação, o que acabou por acontecer relativamente tarde», adiantou.
Encalhado, com as ondas a fustigá-lo e com auxílio da subida da maré, a embarcação foi entrando pela foz da ribeira adentro e, foi de lá que acabou por ser retirado já ao final desta tarde, através de um camião-grua que o transportou para doca seca, local onde deverá ser alvo de reparações.

Em relação à tripulação da embarcação, são de nacionalidade norueguesa e encontram-se no estrangeiro, tendo confiado o seu barco a um residente local, que apesar dos diversos avisos da Capitania, para recolher as embarcações aos portos de abrigo devido ao mau tempo, não terá conseguido evitar o acidente.
Recordar que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou a Região sob Aleta Laranja para esta sexta-feira, devido ao vento e à agitação marítima forte, pelo que a Capitania renova o aviso para as embarcações procurarem os portos de abrigo.A embarcação de recreio que encalhou ao início desta tarde na baía de Machico, acabou de ser removido do local há instantes, com recurso a um camião-grua que foi deslocado para a Praia de São Roque.
Segundo o que o JM conseguiu apurar junto do comandante da Capitania do Porto do Funchal, a embarcação encontrava-se fundeada ao largo do litoral de Machico, mas com a forte agitação marítima que se fazia sentir, o iate terá se desancorado indo encalhar na Praia de São Roque, em Machico.
Ao longo de toda a tarde, a Capitania do Porto do Funchal esteve a diligenciar no sentido de tentar recuperar o barco do baixio e, devolver a navegabilidade ao veleiro, que na posição em que se encontrava ao inicio da tarde, corria mesmo o risco de afundar.
Félix Marques justificou a aparente “inércia” das autoridades marítimas uma vez que: «só o proprietário nos podia dar autorização para rebocar a embarcação, já que que esta é da sua responsabilidade». «Como a operação poderia implicar inclusive o rombo do casco do veleiro, não estando o veleiro a colocar em risco a vida de pessoas e bens e até, a própria navegação, só o dono nos poderia autorizar essa operação, o que acabou por acontecer relativamente tarde», adiantou.
Encalhado, com as ondas a fustigá-lo e com auxílio da subida da maré, a embarcação foi entrando pela foz da ribeira adentro e, foi de lá que acabou por ser retirado já ao final desta tarde, através de um camião-grua que o transportou para doca seca, local onde deverá ser alvo de reparações.

Em relação à tripulação da embarcação, são de nacionalidade norueguesa e encontram-se no estrangeiro, tendo confiado o seu barco a um residente local, que apesar dos diversos avisos da Capitania, para recolher as embarcações aos portos de abrigo devido ao mau tempo, não terá conseguido evitar o acidente.
Recordar que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou a Região sob Aleta Laranja para esta sexta-feira, devido ao vento e à agitação marítima forte, pelo que a Capitania renova o aviso para as embarcações procurarem os portos de abrigo.

 

IN : Jornal da Madeira
Foto de: Silvio Silva

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *